Polícia Militar do Distrito Federal

Switch to desktop Register Login

Manifestantes contrários à PEC 55 atacam policiais militares que faziam a segurança na Esplanada dos Ministérios

O confronto começou após a aprovação da PEC 55 que estabelece um teto para os gastos públicos, depois que manifestantes contrários partiram para cima da linha de policiais militares responsáveis pela revista individual na tarde desta terça-feira (13/12).
A manifestação contra a PEC 55 com cerca de 2000 participantes era pacífica, sem registros de incidentes e apenas diversos objetos como paus, tábuas, rojões, pregos, escudos, bolas de gude, garrafas de bebidas alcoólicas e fogos foram apreendidos na revista que antecedeu a realização dos protestos.
O trabalho da Polícia Militar que teve início às 7 horas desta terça-feira resultou na apreensão de cerca de 300 objetos inflamáveis e cortantes, além de máscaras e outros materiais perigosos que foram recolhidos com manifestantes na Esplanada dos Ministérios. Pelo menos 20 ônibus que faziam o transporte de manifestantes ao centro de Brasília foram vistoriados em rodovias, como a Estrada Parque Indústria e Abastecimento (EPIA), em Samambaia e no Setor de Clubes Norte. Neles, outros 300 objetos como estacas, estingues, pregos e bolas de gude também foram recolhidos.
O trânsito teve que ser desviado em razão da manifestação que deixou um rastro de destruição no centro da capital.
Por volta de 17h um grupo de manifestantes atacou deliberadamente as equipes de policiais em uma série de ações de violência e vandalismo sem precedentes.
As agressões, os atos de vandalismo e destruição começaram em frente ao Museu da República pelos manifestantes que ainda não haviam passado pela primeira linha de policiais para serem revistados.
O grupo de manifestantes pichou a Biblioteca Nacional, seguiu para a Rodoviária de Brasília, setores Comercial e Hoteleiro Sul, W3 Sul e quadras da Asa Norte, incendiaram um ônibus da empresa TCB na via S2, uma lixeira, um contêiner e vários cavaletes de trânsito.
A Polícia Militar acompanhou toda a movimentação dos manifestantes e efetuou a prisão de 88 pessoas. Uma delas é um menor de idade de 17 anos, que veio de Curitiba-PR, tendo sido identificado como um dos responsáveis por atear fogo no ônibus na via S2 e destruir vários veículos.
Além do Banco Central uma agência do BRB foi destituída e a sede do Banco do Brasil foi explodida pelos manifestantes.
Todos os envolvidos estão sendo identificados, ouvidos e serão apresentados à Justiça para serem responsabilizados pelos atos de vandalismo e agressões praticados.
Oito policiais militares ficaram feridos durante o conflito e foram conduzidos pelo Corpo de Bombeiros ao Hospital de Base com ferimentos na cabeça, no rosto e nos braços, mas passam bem.
Com a dispersão total do público, as vias S1 e N1 foram liberadas para o trânsito de veículos por volta das 22h30.

Polícia Militar do Distrito Federal - Muito mais que segurança. Todos os direitos reservados © 2015

Top Desktop version