Polícia Militar do Distrito Federal

Switch to desktop Register Login

Novas Perspectivas à Saúde da Família Policial Militar

Por Karina Linhares

O coronel Fialho, chefe do Departamento de Saúde e Assistência Pessoal – DSAP, órgão responsável pela saúde da Corporação da Polícia Militar do Distrito Federal, apresenta em entrevista as medidas adotadas no sistema de apoio às necessidades dos usuários.

Esclarece o coronel, que o DSAP tem conhecimento da importância na saúde da família policial. Recentemente, o Centro Médico apesar de passar por desafios,  supera-os dia após dia. Tem adotado soluções tanto para necessidades imediatas, como para médio e longo prazo. Segundo o coronel, depois da formação dos novos médicos, o atendimento melhorou significativamente “tivemos acréscimo  de 26  médicos e com ampliação, contamos atualmente com 17 especialidades no Centro Médico. Além disso ampliamos os horários de atendimento”, afirma ele.

No tocante ao processo da Organização Social de Saúde, viabilizou-se uma maior oferta aos pacientes, pois as ações e serviços em saúde assistencial serão compartilhados, ou seja, haverá  terceirização de médicos, atendentes e lavanderia, o que ampliará o atendimento prestado. “Para isso, existem empresas participando de processo de avaliação no Tribunal de Contas e já em 2017 iniciaremos a contratação da OSS”, assegura o chefe do DSAP.

“As vantagens da contratação de uma OSS são muitas. Dentre elas, a ampliação do setor ambulatorial alcançando de 27 a 29 especialidades no setor ambulatorial. Além da realização de quase todos os exames de imagens no laboratório do Centro Médico”. Coronel Fialho garante ainda que em dois anos o hospital funcionará de forma plena, inclusive com emergência e internação de UTI. Atualmente, o atendimento emergencial está sendo realizado no hospital credenciado Maria Auxiliadora, localizado no Setor Central do Gama. De acordo com Fialho, o Santa Lúcia Norte (antigo Pronto Norte) está em processo de credenciamento.

Atendimento:

 Enquanto a organização social de saúde não se efetiva, o DSAP colhe resultados, “estamos buscando soluções junto a outros órgãos, como também por contratação de particular para regularizar a marcação de consultas. Havendo necessidade de emergência, o paciente será atendido no hospital credenciado. No setor ambulatorial e na marcação de consulta, o interessado entra em contato com o call center do Centro Médico, faz a marcação, e é encaminhado a uma unidade da  rede credenciada, se for o caso. Os tratamentos prioritários atendidos ininterruptamente são as dialises, os oncológicos, de saúde mental e home care.

Somente no mês de setembro o Centro Médico atendeu 8.477 entre consultas e exames.  Somados a esse valor houve mais cinco mil atendimentos em hospitais credenciados, o que totaliza mais de treze mil atendimentos no período. "Houve aumento significativo, se comparado à média de seis mil atendimentos nos meses anteriores” disse o chefe do DSAP, acrescentando que “a expectativa para o próximo ano é comprar equipamentos, que possibilitarão novos exames, a serem realizados no próprio Centro Médico. Com a vinda da OSS, estimamos que os atendimentos cheguem a 13 mil”. 

Polícia Militar do Distrito Federal - Muito mais que segurança. Todos os direitos reservados © 2015

Top Desktop version